Arte mostra o começo do fim do mouse

<– Voltar para Recortes de Imprensa

Blog do Link do estadao.com.br

por Ana Freitas

Link: http://blog.estadao.com.br/blog/link/?title=instalacao_artistica_pode_ser_embriao_pa&more=1&c=1&tb=1&pb=1

Data de publicação: 14/11/2009 às 11:58

O mundo está no meio de uma transição na maneira como controlamos a interface dos computadores pessoais e dos dispositivos com os quais temos contato. O touchscreen já mudou a maneira como controlamos o que vemos na tela, mas a popularização dos acelerômetros, webcams e sensores de movimento trouxe ainda mais possibilidades.

Na instalação Da Obsolecência Programada em 3 Atos, realizada pelo programador pernambucano Jarbas Jácome, o videoartista Lucas Bambozzi e com trilha de Paulo Beto, que foi exposta ontem no 4o Vivo arte.mov, em Belo Horizonte, uma câmera colocada na parte frontal superior do palco, de frente para o público, capta a interação das pessoas através de telas de celulares levantadas.

No fundo do palco, o telão reproduz as luzes e cria conexões entre elas, enquanto exibe velhos aparelhos celulares, monitores e impressoras sendo atingidos por marretas. O barulho das pancadas e das peças sendo destruídas acaba se transformando em música.

Em uma instalação artística, diz Jarbas, o software pode parecer inútil. Mas o ViMus pode ter aplicabilidades impressionantes na mudança da maneira como controlamos a interface do PC. Veja uma demonstração do uso do mesmo software para desenhar no PC:

Ele pode ser instalado em qualquer computador com webcam – e você pode baixá-lo aqui – mas ainda não tem interface gráfica, o que dificulta o processo para leigos. Jarbas está desenvolvendo uma versão mais amigável para quem não é familiarizado com os comandos em C++. O programador já explorou outras possibilidades alterando o código do ViMus e a maneira como ele reconhece mudanças nas imagens que capta, e obteu o seguinte resultado:

canal de Jarbas no YouTube mostra outros vídeos em que o ViMus é aplicado para outras interações usando realidade aumentada. Será o começo do fim do mouse?

*A repórter viajou a convite do Vivo arte.mov

Obs.: Quando esse artigo foi escrito, eu não havia publicado ainda este vídeo mostrando o efeito utilizado na apresentação com Lucas Bambozzi e Paulo Beto:

<– Voltar para Recortes de Imprensa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: